Pedro Paulo – Capítulo 1

Pedro Paulo – Capítulo 1 – O encontro Conheci Paulo no parque, numa pedalada matinal num sábado frio de junho em São Paulo. Olhamos um para o outro e ficamos com o meio sorriso quase aberto, mas ambos desviaram o olhar e seguiram, eu num sentido e ele em outro. No sábado seguinte, fui ao prque novamente, no mesmo horário e lá estava ele também com sua bike, em mais um dia frio de exercício matinal. Veio um sábado, outro e começamos as primeiras conversas, ainda que ficassem interminadas, entre um olá, o comentário sobre o tempo e a coincidência de horários no parque. Comentei sobre a banda em que cantava à noite, somente aos fins de semana e meses depois, ele apareceu, escondido atrás de seus óculos, o sorriso mais largo mas reticente e meus olhos brilharam e tenho certeza de ter ruborecido um tanto. Do palco, acenei para que me esperasse. Eu disse algo como “Hey” e ele respondeu que aguardaria na saída do bar. Foi o dia que mais rápido me despedi da banda e segui ao seu encontro. Nós nos demos as mãos e depois de ouvir um “Tudo bem, Pedro?”, praticamos monólogos paralelos, buscando o encontro, nas conversas que se iniciaram do bar ao restaurante.

(Continua)

David Felipe

Anúncios