TRÊS – V. João

V. João

Sim, este é o meu nome: João. E não Johnny. Sou comum assim como o Zé, a Maria, o Fred. Quer dizer, Fred é menos comum. Não sei se é por ordem de importância, mas o autor deu o terceiro post em primeira pessoa para mim. Talvez seja o último.

A real é que aconteceu e em segundos um universo particular já estava informado a respeito. O universo particular de Marcelo S. E eu deixei ele falando de fato, ou quase. Ele me localizou na rede fácil – sempre há amigos em comum no mundo virtual – e disse algo como pedir desculpas e eu disse que não havia por que. Afinal, em uma noite e um beijo, eu fiquei conhecido por umas sessenta mil pessoas – seus seguidores do Twitter, e isso pode não querer dizer nada, mas mal não fez.

Não que eu seja ainda o nerd dos tempos de colégio, apesar do curso de História e os amigos meio hippies no estilo. Porém, um empurrão em popularidade não faz mal a ninguém. Quanto ao beijo, foi surpresa sim. O cara pode ser sub, mas carrega o sufixo “celebridade”. Se já acontecera antes? Talvez, quem sabe?

O Marcelo ainda me chama de Johnny. Eu ganhei vários convites VIP para baladas e a Amanda me encheu de perguntas – sim, ela descobriu meu perfil na rede também. Ela não teve tantas respostas assim, pois nada de grandioso aconteceu (do meu ponto de vista, pelo menos).

Marcelo S. fez outro comercial de sorvetes. Verdade. Eu até fui a uma das festas de promoção da marca. E a Amanda também. Na foto de número sessenta mil do perfil do Marcelo, lá estão ele, Amanda e eu – os três nessa ordem. O Douglas que tirou a foto um pouco a contragosto e depois apareceu na foto de número sessenta mil e um. Até porque é preciso realimentar o sistema de rostos novos, sorrisos incríveis e alta disposição. As alegrias em recortes sempre vendem bem!

– Três!

Amanda ficou com a bochecha toda vermelha e logo saiu dando um “curtir” instantâneo via smartphone.

 

David Felipe

TRÊS – IV. Pipocas

IV. Pipocas

AMANDA

– “Quem deixa Marcelo S. falando?” Olha a legenda dessa foto, Paty. Ou melhor, olha a foto!

– O que tem demais, Amanda?

Ela parecia não entender o que eu estava dizendo ou estava cega. Só podia ser. Ah, embora eu seja a menos importante da história, eu acho, recebi o segundo post em primeira pessoa.

– Paty, é o Marcelo beijando outro garoto!

– Como assim? Beijando outro garoto?

A Paty gaguejou, mas depois riu de mim e da situação.

– Ele é seu namorado, por acaso? Deixa ele ser feliz, Mandinha. E você já vai ter um dia todo com ele.

– Paty, agora todo mundo já viu. Está no Twitter de uma das maiores haters do Marcelo.

– Nossa! Se ele não quisesse exposição assim que não beijasse o cara. Oras!

– Mas isso quer dizer…

– Quer dizer que ele curtiu o momento, só isso.

– Mas…

– E se quiser dizer mais alguma coisa, você deixa de ser fã?

Não respondi nos cinco segundos seguintes e depois disse:

– Não!

– Pipocas!

Pipocas. Para a Paty, toda e qualquer crise minha se resolvia com pipocas de micro-ondas e sorvete. Ela acertava em noventa e nove por cento das vezes. Tenho de confessar. E tenho de confessar que também não era tão fácil ver a foto e que não seria também para ele no dia seguinte. Sim, a foto foi postada em tempo real praticamente. Viva os smartphones. Ou Não!

– Ele vai ficar até mais popular. Você vai ver!

Eu ainda tinha esperança de qualquer coisa com ele. Ainda tenho para falar a verdade. O que pode ter demais um beijo?

– Nada.

– Está lendo meu pensamento, Paty?

– Só às vezes – e riu-se.

– Pipocas!

A foto ganhou milhares de “likes” em pouco tempo e o perfil do Twitter da hater do Marcelo se popularizou aquela noite. Eu tinha certeza de que ele só veria no dia seguinte, bem tarde, quando acordasse do pós-balada. Por que eu sabia? Eu não sei, só imagino.

– Ciúmes eu posso ter!

– Não, não pode Ele é só, é só…o que ele é mesmo?

– Um cara lindo!

– Falei que era melhor se dedicar a colecionar coisas do Bieber, Amanda! – e riu-se de novo.

E acabei rindo junto. Não tem como me aborrecer com minha melhor amiga.

Fase 2: Sorvete, muito sorvete antes de dormir.

(Continua)

David Felipe