Parte X

Parte X

 Ilusão imaginá-la para mim, assim de uma hora para outra. O mais acertado, pensei, fosse de alguma forma deixar em repouso indefinido o que me tomava a maior parte dos pensamentos e me fazia parar os olhos e admirar. O resto dos meses do ano letivo passaram somente com normais cumprimentos de “bom dia”, ainda que estes dias passassem marcados pelo desconforto de ver Alice e Deco tão próximos.

Empenhei-me nos estudos e obtive ótimos resultados como recompensa, não tendo de me preocupar tanto em fazer contas para alcançar a média final. Mas como num despertar de um sonho bom num quarto sem cores, senti alguma coisa a ruir naquele último dia de aula do primeiro ano do médio.

-E aí, Gab? Feliz com as férias? – perguntou-me Enrico.

-Pelo menos descansamos um pouco, mas vou sentir falta do colégio nesses meses.

-Vai é sentir falta de sua musa.

-É a única coisa que posso fazer, sentir falta.

-Olá, garotos – passou Flavinha por nós.

-Olá – respondemos.

-Já sabem da novidade? – questionava irônica – Ah, não devem mesmo saber. Tudo foi decidido meio de última hora. Nem o Deco sabia.

-Sabia de quê? – perguntei.

-Os pais de Alice e ela acabam de sair da sala da diretoria.Ela vai se afastar de nós, no próximo ano, intercâmbio, sabem?

Senti meus lábios secos e não consegui dizer mais nada, ficando de olhos parados e mente intranqüila.

-Precisamos de uma festa de despedida, concorda Gabriel? – disse Flavinha.

Não pude responder proferindo palavras, apenas assenti, piscando os olhos.

-Tchau, garotos! Vão acabar sabendo se tiver alguma despedida.

-Tchau!…E aí, Gab? Não vai fazer nada? Diz alguma coisa…Está certo, não quer falar, tudo bem. Vem, vamos tomar um suco ali na cantina.

Segui-o, ainda calado, até os bancos perto do balcão e após sorver um gole do suco, nem respirei no intervalo dos vocábulos:

-Ela não pode fazer isso. Decide ir embora e pronto. Não avisa ninguém ou avisa tarde. Como se não pudesse aprender inglês aqui mais perto de mim. Precisa ir para os Estados Unidos, Canadá, nem sei. E nem um “bye, boy. I’m sorry if i hurt you. Just say goodbye.” Não pode…

-…Chega, Gabriel. Vai dar uma de louco, agora. Não resolve nada isso de surto, se bem que não acho que vá ficar louco por causa disso. E antes que me interrompa, vou dizer, é só um ano mesmo, doze meses em uma vida indeterminada de tempo. Chegou ao ponto?

Se me lembro bem de tudo o que ele disse, foi assim que aconteceu e eu não retruquei, apenas terminei meu suco e terminei de ouvir os conselhos de um bom amigo, fazendo-me conformar por alguns instantes. Fomos embora e tranquei-me no quarto até à noite, saindo para o jantar e escovar os dentes. Aquela pareceu-me a noite adolescente mais comprida, em que meus sentimentos explodiam sem que eu nem se quer pudesse colocá-los no papel em forma de alguma poesia. Rasguei algumas páginas do caderno e fiz bolinhas para atirar em minha imagem refletida no espelho.

Adormeci de olhos úmidos, com dores que pensei serem semelhantes as de quem chega de uma batalha, uma guerra de RPG.

Após alguma insistência de Enrico, fui a um rápido lanche num shopping próximo do colégio.

-Não vou querer nenhuma festa de despedida até porque em um ano eu estou de volta.

-Vamos sentir sua falta – disse Flavinha, sentindo-se a embaixadora da turma – Esperamos que faça uma boa viagem e volte dizendo se os hambúrgueres americanos são alguma coisa diferente dos que comemos aqui – e riu-se.

-Pode deixar. Vou experimentar alguns. Bem, queria agradecer por terem vindo e espero encontrar todos no colégio quando estiver de volta.

Sentimentalismo situacional, os colegas a aplaudiram e tive de ver Deco dando um beijo em minha Helena.

 

##

(Continua)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s